14 de dezembro de 2010

Há uma história no fundo dessa garrafa

Mas essas histórias são tão vazias e insignificantes quanto a própria garrafa. Quando esquecida, num simples descuido se tornará apenas pedaços, vestígios do que foi um dia.
A memória estará sempre presente, seja nos pedaços da garrafa ou nas histórias despedaçadas. Cada uma destruída a sua maneira, seja nos fragmentos do que foi um dia, ou destruída por inteiro. Destruída sem chances de remontá-la. A garrafa será substituída, e as histórias, revividas?

Um comentário:

Dani Moore disse...

Muitas das vezes as histórias ficam somente dentro da garrafa mesmo, o importante é viver outros momentos, fazer novas histórias, e encher outras garrafas !

eu amei o blog aqui Flor, to seguindo, beijos ,*