8 de março de 2013

Com amor. . .

"Bento Gonçalves, 04 de novembro de 2011.

Querida futura eu, que daqui um ano estará lendo esta carta. Um ano realmente não é tanto tempo assim, mas são muitas as coisas que podem acontecer nesse tempo.
O futuro é tão incerto, e a verdade é que eu seria capaz de ficar pra sempre escrevendo. Mas será que quando eu receber esta carta continuarei com essa minha paixão pelas palavras?
Será que meus objetivos, ou ao menos parte deles já terão sido realizados? Quantas serão as pessoas que terão passado pela minha vida e quantas delas já não fazem mais parte do meu dia a dia? São tantos os questionamentos possíveis para se fazer depois de um ano inteiro vivido...
Mas espero que eu continue sendo feliz independente de qualquer coisa, espero que eu não tenha me decepcionado muito, sei o quanto isso machuca. E mais uma pergunta: eu continuo acreditando demais nas pessoas? Porque isso é um objetivo a mudar nesse momento.

Até daqui um ano, Juliana Gazola.

Boa sorte com a vida...”

Nenhum comentário: