16 de maio de 2010

Fugir – Esquecer, Recomeçar. Viver


Eu sempre quis fugir. Pra qualquer lugar, longe dessa mesma vida cheia de rotinas em que tudo é extremamente monótono. Conhecer pessoas que você nunca achou que conheceria, lugares que nunca sonhou em morar, um ar que nunca pensou em respirar.
O motivo por eu não ter feito isso, acredito que seja o mesmo de muitas outras pessoas. Mas eu realmente queria ter a chance de fugir, pra um lugar onde eu não precisa-se me explicar pra ninguém, tivesse a minha independência, a minha liberdade, mas acima de tudo, tivesse quem eu quero ao meu lado, e quem eu não quero, bem longe.
Eu iria esquecer tudo de ruim que já passei, e todas as coisas das quais pra sempre me arrependerei, e ia começar uma nova vida, em que tudo seria perfeito.
Mais uma bobagem. E eu mais uma vez, insisto em achar que o problema está nas pessoas, nas diferenças, das semelhanças... Mas o principal problema, ele é exclusivamente meu. Insistir em estar sempre descontente, com tudo. Só poderia ser coisa de gente que ainda tem muito que aprender.

Nenhum comentário: