19 de maio de 2011

Inspiração roubada


Seja você quem for, em qualquer lugar que esteja, nem sempre a inspiração encontrará você, mas se você encontrá-la, então guarde aqueles sentimentos que estavam prontos para serem levados ao lixo, guarde os rascunhos, guarde as palavras, e se possível, faça-os chegarem até mim. Não, não estou querendo seus textos que você julgou serem inúteis, mesmo que eu saiba que não são. Tanto que essa inspiração que preciso, pode ser mandada através de uma carta sem remetente, através de alguma música que você tenha certeza que será ouvida sempre que um sentimento específico surgir, ou até mesmo pelo seu sorriso, seu olhar, por meio de sonhos ou da realidade. Não sendo necessário, portanto, que ela seja expressa em palavras. Escolha a forma que preferir, apenas garanta que essas criações cheguem até mim.
Preciso ter minha inspiração "devolvida", ou talvez devo dizer "reconquistada", "reencontrada", sem ela sou uma pessoa comum, e todos sabem o quanto pessoas comuns são insignificantes.
Eu sinto falta das palavras, eu sinto falta dos sentimentos, eu sinto falta de mim mesma e do que eu posso me tornar ao escrever.

Nenhum comentário: