11 de novembro de 2013

Quando estiver tão só

Sim, é só mais um texto repetitivo sobre saudades. E também sobre o tempo. E o passado. E as lembranças. E as pessoas que nos abandonaram, mesmo dizendo que isso nunca aconteceria. E as pessoas que entraram em nossa vida e mudaram tudo, completamente, novamente. E as palavras que pareciam reais no momento em que foram ditas. E as promessas que desaparecem a todo o momento, evaporam. É mais um texto sobre expectativas e frustrações. E os sonhos. E a realidade, a muitas vezes triste e cruel realidade. E a esperança acima de tudo. É sobre os encontros. É sobre quem não conhecemos ainda. É sobre os sentimentos que envolvem tudo isso. É sobre mim. 
Sou um clichê ambulante. Destrua-me ao me surpreender.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não é só você que se sente assim.
Belo texto. Parabéns!