26 de agosto de 2015

Metamorfoses emocionais

Desacelerando. The Fray tocando ao fundo, tão baixinho que o som da chuva lá fora quase se sobrepõe à música. Vocês já estão sentindo a névoa dissipar-se, caríssimos sentimentos conflitantes? Espero que sim.
Estou me perdendo em busca de encontrá-los. Mas não assustem-se, por favor. Não os procuro com a intenção de destruí-los, vocês lembram-se de uma única vez que eu os tenha maltratado, por acaso? Já eu, não posso afirmar o mesmo.
Mas tudo bem, também não estou aqui para tirar quaisquer satisfações ou culpá-los, eu juro. Venho até este informar que estou em missão de paz. Quero conviver amigavelmente com vocês, se me permitem. Porém, para que isso aconteça, primeiramente preciso de suas contribuições adquirindo qualquer forma, mesmo que metafórica, que me permita reconhecê-los e respeitá-los como merecem.
Então, coragem! Saiam de suas inconsciências e assumam os lugares que em meu coração a vocês destina-se. Não tenham medo. Estou disposta a senti-los em toda a sua extensão.

Nenhum comentário: