2 de abril de 2010

E mais do que nunca, o futuro dirá


Eu queria poder ter a solução pra essa incerteza sobre o futuro, mas ao menos por enquanto não é possível. E isso torna tudo ainda mais difícil. Quando penso sobre o que pode acontecer, só me vem à mente coisas não tão agradáveis como eu queria que fossem, medo de perder as pessoas que eu mais admiro, e que em tão pouco tempo eu aprendi amar de uma forma incontrolável e inexplicável, e que algumas vezes, já tive a breve oportunidade de ter que “conviver sem elas”, e percebi que não agüentaria de forma alguma tal experiência.
Sei que não posso fazer nada mais além de lamentar, queria muito poder acreditar que tudo será perfeito, mas não posso. Em todo esse tempo tenho vivido apenas fora dos meus sonhos, preciso de uma dose de coragem para enfrentar tudo o que eu desejo. Mas não consigo, não me sinto preparada, é quase uma fragilidade que o medo me trás, e isso é ainda mais complicado pra mim, sempre foi. Achamos que vamos melhorar, mas as melhoras estão cada vez se afastando mais, e eu continuo a ter medo, agora de não chegar a conhecer a verdadeira-perfeita-felicidade que eu tenho sonhado desde tanto tempo atrás.

Nenhum comentário: