9 de abril de 2010

Recordações


Agendas - fotos - textos - poemas - pessoas - amigas - paixões - amores - amanhã - hoje - um segundo - um dia - sonhos - decepções - crises de riso - crises de choro - uma derrota - uma vitória - o preto - o branco - verdade - mentira - um momento - eternidade - fim, o começo.

Porque eu pareço ser a única diferente nesse mundo de gente superficial? Talvez não seja eu, sejam apenas os outros. Obedecer ao que te tornará mais popular, mais notada, mais olhada. Pra que tudo isso? Quem realmente for digno de meu respeito, não se importará com essas coisas sem capacidade mental alguma. A pessoa que eu espero um dia conhecer, será alguém que eu imagino mesmo sendo inimaginável. Talvez eu demore mais tempo para conhecê-la do que eu aguento esperar, ou nunca chegue a conhecer. Isso nunca vai me fazer desistir. Porque só de continuar acreditando que ela em algum lugar do mundo, mesmo distante existe, será o suficiente.
E é apenas mais uma ilusão boba jogada em algum lugar, cujo alguém vai juntar, ler e quem sabe guardar, ou jogará fora sem nem vestígios deixar.

Nenhum comentário: